O uso da tecnologia no mercado de trabalho

Nesse texto vamos te contar tudo sobre os efeitos da tecnologia no mercado de trabalho, tecnologia substituindo o trabalho humano, tecnologia e trabalho, enfim o que você precisa saber sobre o assunto!

TECNOLOGIA E TRABALHO

Primeiramente, precisamos destacar que tecnologia é um conjunto de princípios, métodos, instrumentos e processos cientificamente determinados que se aplicam especialmente às atividades laborais, com o objetivo de produzir bens ou serviços de forma mais eficiente e com menor curso. Portanto, o conceito de tecnologia envolve todas as técnicas e seu estudo.

Assim sendo, podemos afirmar que a inovação tecnológica é a aplicação de qualquer método ou instrumento, descoberto por meio da pesquisa sistemática, à coleta, fabricação, armazenamento, transporte de bens, cujos resultados sejam melhores do que os obtidos antigamente.

Dessa maneira, pode-se definir também tecnologia como a aplicação das descobertas da ciência aos objetivos da nossa vida prática. É inegável que a ciência tem sempre um importante papel no desenvolvimento tecnológico, mas é importante ressaltar que nem toda tecnologia depende da ciência, pois a relação entre ambas já atravessou diferentes estágios.

Nesse sentido, no mundo clássico, tanto na parte ocidental como na parte oriental, a ciência sempre pertenceu à esfera aristocrática dos filósofos que especulavam sobre as raízes e a substância do conhecimento. Por outro lado, a tecnologia anteriormente estava mais conectada com as atividades dos artesãos.

Mas, foi a partir da Idade Média, que alguns filósofos e cientistas defenderam a ideia da colaboração entre as duas disciplinas, ciência e tecnologia, com a formulação de uma tecnologia científica e uma ciência empírica baseadas nos mesmos princípios fundamentais. Essa hipótese se popularizou muito no século XIX, quando os grandes inventores usavam como inspiração as ideias inicialmente desenvolvidas por cientistas.

Neste aspecto, podemos citar por exemplo, o trabalho de Thomas Edison que desenvolveu os sistemas de iluminação elétrica a partir dos trabalhos de Michael Faraday e Joseph Henry. Assim como a invenção do telefone por Alexander Graham Bell que teve como base o trabalho de Hermann von Helmholtz. E por fim, Marconi que construiu seu primeiro sistema de telegrafia sem fio baseado nas pesquisas realizadas por Heinrich Rudolf Hertz e James Clerk Maxwell.

EFEITOS DA TECNOLOGIA NO MERCADO DE TRABALHO

Atualmente, podemos afirmar que o avanço da tecnologia trouxe inúmeros benefícios para o homem, sendo o principal deles o fato de tornar o trabalho mais fácil e muito mais produtivo. Mas, é importante ressaltar que por exemplo na criação e implementação dos motores do progresso, as inovações tecnológicas foram usadas sem cuidado com seus possíveis efeitos prejudiciais ao meio ambiente. Assim sendo, nos últimos anos do século XX, o lado negativo desse progresso tecnológico tornou-se objeto de reflexão dentro das sociedades industrializadas, que se voltaram para tentar buscar um tipo de tecnologia alternativa, que sejam menos agressiva e que reduza o impacto negativo no meio ambiente.

Mas é importante ressaltar também que os dispositivos tecnológicos estão cada dia mais presentes na sociedade, sendo usados não apenas profissionalmente, mas também recreativamente. A influência da tecnologia no dia a dia e no mercado de trabalho tem exigido um novo comportamento, em que as pessoas adotam ferramentas modernas como aliadas em praticamente todas as suas atividades.

Assim sendo, entre os processos tecnológicos mais contemporâneos, podemos destacar a robotização e a automatização, que favorecem os profissionais, principalmente no setor industrial. Esses processos tecnológicos, à medida que melhoram e ampliam a mão de obra, permitem também o desenvolvimento de uma produção maior dentro de um período muito menor de tempo.

Portanto, é inegável que esse impacto da tecnologia no mercado de trabalho já pode ser sentido por todos os profissionais. Por exemplo, quando você entra em uma pequena ou microempresa, como um comércio de rua dentro do seu bairro, você já deve ter percebido que até esse tipo de organização já usa algumas ferramentas tecnológicas para executar as suas atividades.

Respeitadas as devidas proporções, todos as empresas fazem uso de algum tipo de software ou sistema interno tanto para se organizar, administrar e realizar os seus processos, como também operacionalizar seu trabalho tanto na parte administrativa como também na parte financeira.

TECNOLOGIA SUBSTITUINDO O TRABALHO HUMANO

Quando pensamos na situação do trabalho braçal sendo substituído por tecnologias, podemos afirmar que atualmente isso vai ficando cada vez mais para trás. Ou seja, as máquinas cada vez mais ganham espaço para exercer esses trabalhos manuais com mais eficiência, garantindo uma maior qualidade de vida dos trabalhadores, que agora não precisam mais levar seus corpos ao limite da exaustão.

É importante destacar que a capacidade criativa do ser humano sempre conseguiu desenvolver métodos para se adaptar às novas formas de trabalho. Portanto, essa criatividade dificilmente será substituída por uma máquina, pois é necessária uma mente humana para pensar na resolução dos problemas, visando a criação de empregos, solucionando problemas sociais e consequentemente trazendo maior prosperidade para a população.

Por exemplo, quando pensamos no transporte de pessoas podemos citar as empresas que desenvolveram aplicativos de transporte. Essa foi uma opção foi utilizada como novo meio de ganhar a vida, transportando pessoas da mesma forma como antes, mas por intermediação de um processo muito mais simples e rápido. Essas empresas de aplicativos de transporte revolucionaram os serviços de táxi simplificando uma cadeia enorme, garantindo maior conforto e melhor e maior qualidade. Outro exemplo, é a substituição das cartas pelo correio eletrônico, conhecido popularmente como e-mail. Agora as informações não precisaram mais esperar vários meses para chegar até o receptor.

Mas, conforme já mencionamos anteriormente, mesmo que exista o desejo de imitar o ser humano, nem tudo dá certo. E isso se deve ao fato de que uma inteligência artificial não é criativa, ela não possui capacidade de ser idealizadora, sendo uma imitadora da criatividade humana. As máquinas não se cansam de aprender, mas não possuem consciência do que fazem, pois não são capazes de fazer julgamentos sozinhas e nem de possuir sentimentos em relação aos processos que executam. Pelo menos por enquanto, mas não podemos afirmar com toda a certeza que em um futuro próximo isso acabe modernizando ainda mais toda a humanidade.

 

Equipe de redação do Arte de Amadurecer

Cada integrante de nossa equipe carrega consigo uma valiosa coleção de experiências e habilidades singulares, culminando em um conjunto coeso que busca incansavelmente a excelência na criação de conteúdo. Nosso objetivo primordial é superar as expectativas, oferecendo aos nossos leitores uma experiência que não apenas enriqueça, mas também permaneça na memória.

Conheça Mais Sobre o Autor

Deixe seu Comentário

1 × dois =